Desde que Pedro Ponce, yacht designer e ex-aluno dos cursos de formação no BRANA, foi ao Facebook divulgar seu desenho de um lindo projeto de barco, a internet tem voltado as atenções para esse que parece ser uma das poucas tentativas brasileiras de criar um barco versátil para acampar à bordo. Conheça o Dora, o barco que é só levar na mochila!

Camp cruiser é o termo usado lá fora para designar esse tipo de embarcação. O barco, apesar de não ser cabinado e oferecer os confortos de um cruzeiro, pode ser uma excelente plataforma para acampar à bordo com aconchego por um final de semana, por exemplo. O projeto do barco, ainda que incompleto, já deu muito o que falar.

Depois de ser encontrado por um repórter da Revista Náutica, o conceito virou febre e seu projetista se pôs a terminar os planos para serem entregues ao público o quanto antes. Acompanhe aqui esse pequeno relato de um projetista e seu projeto, reproduzido aqui para te ajudar a entender o processo.

divulga náutica projeto barco camp cruiser dora
Imagem do site da Revista Náutica, que traz a reportagem sobre o projeto do Pedro.

O Conceito

A Dora é um daysailer de 5 metros e seu peso leve é de 450Kg. Pensado para ser construído em compensado naval por um amador, ela deve ser um barco fácil e barato de construir. Mas a simplicidade termina aí. A Dora prepara-se para as condições particulares da Baia da ilha Grande em Angra dos Reis e Paraty, próximo ao Saco do “Mamanguá”. Neste cenário as distancias representam, na minha opinião, o maior desafio a ser superado para um veleiro de 16,4 pés sem cabine. Soma-se a isso o fato de ser meu barco, não porque eu seja um globetrotter, muito longe disso. Na verdade, despertar fundeado na Ilha do Cedro e demandar o Saco do Mamanguá ao longo do dia é sem dúvida uma das experiências mais poderosas que podemos vivenciar, e a Dora deverá ser capaz de partilhar este momento com relativa segurança e desempenho.

estrutura projeto camp cruiser dora
Estrutura do Dora modelada no Rhino

Sem Cabine?

Por que não uma cabine? Convivi com barcos pequenos e grandes, e ficou a sensação de que em barcos menores que 21 pés o equilíbrio entre as funcionalidades da cabine e as áreas disponíveis para os cockpit e o convés, não é de fácil equação. Em geral encontramos o cockpit muito apertado, muita tralha e ferragem no convés, e na cabine um ambiente minúsculo, quente e úmido. Minha resposta foi o projeto de um campingboat, um barco aberto e arejado durante o dia e com uma barraca para pernoitar. Muitos projetos pelo mundo atendem a esta proposta, e alguns vão no sentido que escolhi, armar sobre o barco uma barraca de camping convencional, destas que você compra pronta e já foram pensadas para fornecer abrigo leve de transportar e fácil de armar e desarmar.

projeto barco camp cruiser dora
O Dora e uma barraca armada em seu espaçoso convés.

Dora até aqui foi um grande desafio. Mergulho nos livros, estudo de normas e muitíssimas horas de tutoria do Eng. naval Luiz Felipe Guaycuru e do Projetista naval Cássio Néres, professores do BRANA.  O texto do “Principles of Yacht Design” forneceu a maioria dos argumentos teóricos e a norma da ABS, HSC, os principais elementos estruturais. Claro que com ponderadas concessões à norma, já que ela trata de elementos estruturantes para barcos oceânicos de performance.

Ficou faltando falar sobre os carregamentos da Dora. Projetei um carregamento para uma velejada daysailer com dois tripulantes, deslocando 660Kg; um carregamento para pernoite dos dois tripulantes, com um total de 750 KG; e um carregamento máximo de 900Kg, com quatro tripulantes, também para daysailer.

Projeto Vélico do Barco

Quando defino este plano vélico com 15,55m2 minha intenção é conseguir um bom desempenho com os ventos leves predominantes de Angra. Abaixo sugestões de diferentes armações, gentilmente cedidas pelo Arnaldo da veleria Cognac.

arranjos vélicos projeto dora
Opções de plano vélico estudadas para o Dora.

Neste momento estou refinando o equilíbrio. A mastreação tem grande influência. Uma dificuldade que tenho é conseguir chegar em uma boa estimativa do peso do conjunto mastro, estaiamento e velas. Tenho feito simulações com estimativas que mostram que esse conjunto vai pesar em torno de 30kg. Isso tudo aliado a um lastro na bolina de aproximadamente 90Kg vai provar ser uma boa margem de equilíbrio para esse pequeno barco.

No projeto do barco, Dora, como o batizei, está armada em Sloop fracionado, algo que tenho certa familiaridade, mas ainda não tenho elementos para fazer uma avaliação de qual o melhor caminho a tomar. Aspectos como peso do conjunto, desempenho e custo ainda não estão claros para mim.

Posicionei os pontos de fixação do estaiamento do mastro diretamente nas anteparas. Estas anteparas serão construídas em compensado naval de 10 mm e os pontos de fixação, aqui feitos em furos, sem ferragens, contam com laminação de reforço. Eu adoraria que assim fosse, mas não sei se realmente é uma boa ideia para manter o baixo peso e custo-benefício.

pontos estaiamento camp cruiser dora
Pontos de fixação do estaiamento no Dora.

Com um relato desses é difícil de não curtir o projeto desse barco, não é mesmo? Pois se você gostou, pode ficar tranquilo que seu projeto já já vai aparecer concluído no site do BRANA e, quem sabe, até com um kit cortado numericamente disponível pra facilitar sua construção.

Confira o vídeo com a entrevista com o Pedro que está no nosso canal do youtube e fique ligado em novidades do Dora aqui mesmo e em nossas redes sociais.

Luiz Carvalho
About the author

É Engenheiro Naval formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Com larga experiência como velejador, já correu regatas nas classes Laser, Snipe e finalmente como tripulante na ORC, participando de importantes eventos, como a Regata Internacional Santos – Rio. É um apaixonado por barcos e acredita que reside um grande potencial a ser explorado no povo brasileiro, através de políticas voltadas para a imensa costa atlântica e os milhares de quilômetros de rios navegáveis de que o país dispõe.
10 Responses
  1. Avatar
    Manfredo Richte

    Procuro um projeto para colocar um motor de popa 20 hp. Este serve ? consegue mandar um projeto para fazer com compensado naval ?
    grato

      1. Avatar
        Pedro Ponce

        Oi Antonio, obrigado! Com a barraca armada a proa fica acessível pelas laterais, 10 cm em cada bordo estão livres. vamos postar desenhos mais detalhados em breve.

Leave a Reply

Quais os softwares mais utilizados por projetistas de embarcações?